b1

Poeta Luís Galvão exige pagamento aos "irmãos" dos Novos Baianos por shows na Sapucaí

Por Redação em 23/04/2022 às 19:55:17
O poeta Luís Galvão, um dos fundadores do grupo Novos Baianos, fez uma postagem em suas redes sociais reclamando dos companheiros do grupo fundado por ele, Moraes Moreira e Paulinho Boca em 1968. 

Segundo o poeta, ele possui um contrato registrado em cartório que lhe garante o pagamento toda vez que a marca Novos Baianos for usada. Na postagem, Galvão disse que não foi comunicado da realização do show do grupo no camarote Folia Tropical, na Marquês de Sapucaí, na sexta (22). Outra apresentação está marcada para este sábado (23). 

“Hoje é meu aniversário e os “irmãos me presenteiam” com show secreto e sem me colocar no contrato. Espero que cumpram com o pagamento do que me cabe, temos um contrato registrado em cartório”, escreveu Galvão em sua página do Facebook marcando os perfis de Baby do Brasil, Paulinho Boca e Pepeu Gomes. Os músicos citados não responderam à postagem e nem divulgaram nas redes sociais a realização dos shows.

Em outra postagem no facebook de Galvão, a esposa dele afirma que o único que pagava pelo uso de seu trabalho era Moraes Moreira, o que hoje ainda é feito pelos herdeiros do músico, que morreu há dois anos. 

Galvão escreveu a maioria das canções gravadas pelo conjunto, musicadas por Moraes Moreira, entre elas "Acabou Chorare", "Preta Pretinha" e "Mistério do Planeta". 

Nos anos 70, Luís Galvão foi morar no Rio de Janeiro, onde passou a viver comunitariamente com todos os músicos do grupo Novos Baianos, em um sítio localizado em Vargem Grande, onde gravaram Acabou Chorare, comunicando-se constantemente com João Gilberto. 

Quase cinquenta anos depois de experimentar uma vida comunitária no sítio ‘Cantinho do Vovô’, onde tudo era dividido igualmente pelos membros do grupo, o poeta está precisando recorrer a um contrato para exigir o que lhe cabe. 

Acabou Chorare foi considerado o melhor disco de música brasileira pela Revista Rolling Stones. 

Fonte: Metro1

Comunicar erro
b2

Comentários

b3