b1

Capim Grosso: Ex-frentista assina quadros que se espalham pela Américas e Europa

Por Redação em 13/05/2022 às 16:13:19
Um ex-frentista e baiano de Capim Grosso, no Piemonte da Diamantina, na Bacia do Jacuípe, se tornou um artista plástico além-fronteira. Eduardo Lima assina quadros que estão espalhados por mais de 30 países entre América Latina e Europa. As referências saem da cultura nordestina, notadamente do sertão de onde veio ao mundo.

Pelas redes sociais, Lima comemora o resultado do trabalho que sensibiliza pessoas de diversos lugares e idades. "Quem diria que aquele garoto que trabalhava de frentista desde seus 17 anos iria viver da arte?", escreveu.

No início deste mês, Eduardo Lima realizou uma exposição na Art Lab Gallery, uma das maiores galerias de arte de São Paulo (SP). Lima teve primeiro contato com a arte na olaria do pai que trabalhava como cerâmicas.

À época, tinha oito anos e brincava de fazer esculturas do pai. Na escola, ele gostava de fazer desenhos.

Comunicar erro
b2

Comentários

b3